Drogas e álcool, a realidade da dependência

Drogas e álcool, a realidade da dependência

Qualquer vicio tem como inicio um desequilíbrio, um vazio, e funciona como uma forma ilusória de compensação. O consumo de substancias tal como as drogas e álcool causam sensações temporárias de um bem estar “ilusório”, criam uma sensação de liberdade e transportam o consumidor para um mundo surreal onde os desafios da vida não têm relevância. Essa sensação de alívio e de liberdade fictícia é apenas temporária pois as drogas e álcool necessitam que o “stock” das mesmas no organismo seja reposto, destruindo corpo e mente de forma gradual.

A dependência é um estado de fuga ao real problema.

Depois do efeito das substâncias, o facto de a pessoa ter de se confrontar com o seu estado psicológico, emocional e físico real o mau estar é tão grande que juntamente com a dependência física, cria uma carência que só é saciada com o consumo de mais substancia. Entra-se assim num ciclo vicioso que só pode ser quebrado com muita coragem e muita força de vontade do dependente de substâncias como as drogas e álcool.

Todo este processo encadeado transforma-se numa “bola de neve” que por vezes apenas com um pequeno problema desencadeiam-se grandes dramas de vida que podem destruir famílias inteiras devido a estes vícios devoradores como as drogas e álcool. Muitas vezes quando se dá conta do problema já o vicio está completamente enraizado e de difícil controlo.

O álcool

O álcool é uma substancia socialmente aceite, no entanto não menos nefasta do que as drogas. A dependência do álcool produz efeitos devastadores para a saúde como, alucinações, loucura, a cirrose para não falar dos danos graves em termos emocionais. Mentalmente também causa danos irreversíveis, que vão ter graves consequências na vida futura da pessoa. A prevenção do alcoolismo assume assim um papel fundamental evitando uma espiral de problemas.

As Drogas

O problemas das drogas apesar de não ser socialmente aceite, está cada vez mais enraizado, atinge toda a humanidade e especialmente em camadas mais jovens e atinge todas as classes. O problema do vício é um problema que, tal como o álcool tem como fim a fuga a problemas pessoais e sociais e são procuradas pelo efeito rápido na produção de sensações de prazer e pela sensação que dá de aliviar os problemas e as ansiedades da vida.

Apesar do álcool ser socialmente aceite os seus efeitos destrutivos, física, emocional, social e profissionalmente são tão graves como os produzidos pelas drogas. No entanto os efeitos destrutivos das drogas são perceptíveis mais rapidamente que os do álcool. As drogas e álcool são um problema cada vez maior para a nosso sociedade, devendo cada um de nós assumir a nossa cota de responsabilidades e procurar a melhor forma de apoiar quem se apanha nas malhas das drogas e álcool.

Veja também:

Tratamento do alcoolismo, curar a dependência
Álcool na gravidez, precauções e efeitos
Comunidade terapêutica, uma solução para a recuperação
Medicamentos para o alcoolismo

7 respostas para “Drogas e álcool, a realidade da dependência”

  1. jairon marçal diz:

    obigado,por suas esplicçães

  2. Muito Obrigado,me ajudou Muito!!!

  3. Antonio Alves de Ramos diz:

    As suas explicacoes foram de suma importancia, veio pra me ajudar a entender como os viciados agem quando estao com as substancias no sangue. Tenho pesquisado via internet como participando de reunioes com a finalidade de ajudar duas pessoas da minha familia, uma com vicio de drogas e outro com alcool e fumo. Apesar de ser evangelico, nao fico admirado e nem perplexo que dentro da familia tenha estas coisas demoniacos. Fico agradecido pela oportunidade de ler e aprender.
    Antonio Alves de Ramos

  4. obrigado me ajudou muito!!! :*

  5. Muito Obrigado, me ajudou demais, era o que eu precisava ver.

  6. matheus felype diz:

    me ajudou a fazer uma tarefa.

Deixe uma resposta